domingo, 9 de junho de 2013

Marcha das vadias desperta o lado sombrio da igreja

Sábado, 08 de Junho de 2013

concentração no marco zero da cidade



Manifestantes da Marcha das ¨Vadias¨ de Guarulhos se reuniram neste sábado, dia 08/06, no marco zero da cidade na Rua Don Pedro II, em frente a igreja matriz. Quando cheguei para cobrir a manifestação  percebi que algo a mais estava acontecendo, vi muitos policiais, guardas municipais, viaturas e todo o aparato do estado a disposição do Padre Antonio Bosco da Silva, Pároco da catedral Nossa Senhora da Conceição e Vigário geral da Diocese de Guarulhos, que pediu a presença ostensiva da policia para proteger o ¨solo sagrado da igreja¨, já que segundo o Padre Antonio, as manifestantes poderiam tentar invadir a igreja e profanar o ¨solo sagrado¨, mas pode ficar tranquilo padre, porque não era o objetivo da Marcha das Vadias invadir a igreja, isso só poderia sair da cabeça conservadora e atrasada que é a da igreja, que coloca seus fiéis e doutrinados de joelhos, tentando assim evitar que a mesma fosse invadida. Mas é claro que isso não aconteceu, mesmo porque a igreja estava bem protegida com os cânticos, as orações e é claro com as pistolas e cassetetes da polícia.
     Em um dos trechos da carta de Padre Antonio as autoridades ele lembra que Jesus foi o primeiro defensor da mulheres, se o clero segue os passos e os ensinamentos de Jesus, então por que será que esse padre repudia tanto a Marcha das Vadias, sem nem mesmo tentar um diálogo com as manifestantes? Por que não tentaram colocar seu posicionamento diante de tal marcha pacificamente? Acho que é isso que esperamos da igreja: amor, fraternidade, bondade e respeito entre todos, já que somos todos irmãos perante Deus. A atitude do padre foi infeliz e preconceituosa, mas não podemos esperar muito dessas pessoas que estão cegas pela fé.
Mesmo com todas as divergências políticas e religiosas, a Marcha das Vadias deu início a manifestação às 14:00 hs e saiu em passeata pela Rua Don Pedro II sentido a Câmara Municipal, no caminho cartazes e palavras de ordem alertavam a todos que passavam pelo local que a Marcha das Vadias tinha começado. Com uma escolta da polícia militar e guarda municipal, a marcha não foi muito longe e se deu inicio a uma confusão gerada porque uma das manifestantes resolveu tirar a camiseta e mostrar os seios em ato de protesto, que por sua vez foi confundido como atentado violento ao pudor! O mais interessante é que foi uma policial militar FEMININA quem mais se irritou com as manifestantes. Ela estava tão nervosa que pensei até que poderia ter um ataque do coração naquele momento, mas para a tristeza geral isso não aconteceu e a policial deu voz de prisão para a manifestante sem camisa, as mulheres tentaram impedir a atuação que resultou em mais confusão e prisão. Uma das mulheres chegou a ser algemada e recebeu uma gravata de um policial.

E não foi só as manifestantes que foram reprimidas. Nós da mídia independente também sofremos represálias da policia. Eu mesmo fui ameaçado por uns quatro policias que queriam me prender se eu continua-se a tirar fotos da ação da polícia. Em outro caso, um dos fotógrafos quase teve seu equipamento destruído pelos policiais.
Por fim, todos mudaram o rumo da marcha que agora tinha como destino o 1° Distrito Policial de Guarulhos, para onde foram levadas as manifestantes presas e um novo protesto começou agora a favor da liberdade de expressão.    

"Que vergonha que vergonha deve ser
 Que vergonha que vergonha deve ser
 Oprimir o trabalhador para ter o que comer
 Que vergonha que vergonha deve ser"

7 comentários:

  1. Incoerências do post:

    Cobrir a história dos arruaceiros é fazer papel de "trabalhador"... essa é boa. Chapa, você estava lá pela ideologia, para fazer a SUA arruaça na internet. Não pelo trabalho.

    As vadias (literalmente) teriam direito a manifestação. A policial que ficou nervosa --- esta sim trabalhadora --- não. Dá o megafone para ela e todo mundo para a delegacia!

    O autor alega que "somos todos irmãos perante Deus". Mas chama o padre e seus fiéis de "essas pessoas que estão cegas pela fé". A tá. Iluminado por Deus é ele e as vagabundas.

    ResponderExcluir
  2. Bom, se você começou o seu comentário chamando as pessoas que estavam no protesto de "arruaceiros", já dá pra perceber qual é sua postura perante a sociedade.
    Sem mais.

    ResponderExcluir
  3. Não sabia como tinha começado o tumulto. Legal saber que houve ameaça de quebra de equipamentos. A PM de Guarulhos se mostrou completamente desqualificada pra lidar com a manifestação. Tomara que os responsáveis sofram as consequências cabíveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas desde quando a PM do Estado de São Paulo é qualificada para lidar com manifestações?

      Eles pararam no tempo e vivem ainda sob a ideia dos anos de chumbo - Repressão e Truculência é seu nome - a isso eles chamam "autoridade"

      Excluir
  4. muita covardia da policia compactuar com religiosos fanáticos, as mulheres dessa marcha protestavam justamente contra todas as violências de que somos vitimas diariamente (a policia como ninguém sabe disso) mesmo assim tomou a atitude COVARDE de deter quem estava ali pacificamente para protestar contra essa violência...
    VERGONHA DA IGREJA E SUA ATITUDE MEDIEVAL, E VERGONHA DE NOSSAS AUTORIDADES POLICIAIS...

    ResponderExcluir
  5. Engraçado ... o pessoal que está defendendo as (denominadas por ela mesmo ``vadias´´) não pesquisaram o nome ``marcha das vadias`` num contexto todo . pois nesse dia não ouve nada , mas toda vez que elas se reunem vem logo atacar a igreja . que nem fizeram quando o papa tava no brasil . ISSO PROVOU OQUE VOCÊS REALMENTE SÃO , ATACAM A IGREJA PORQUE E A CASA DO SENHOR ,É COMO TODOS SABEM O INIMIGO QUER ROUBAR TUDO QUE É DE DEUS .

    ResponderExcluir